[Resenha] Seu Nome era Morte - Nicholas Vernetti

fevereiro 13, 2018


Seu Nome era Morte  Nicholas Vernetti ● 2017 ● Suspense  326 Paginas  Independente   
Classificação: 4/5   Compre: Amazon



“A garota quer morrer. Karen não consegue superar a perda do irmão, e parece que todos os seus relacionamentos estão se desfazendo. Abandonada pelos próprios pais, tomada por uma terrível depressão, ela não consegue parar de pensar no suicídio. É quando aparece aquele que se diz a própria Morte encarnada. Sedutor e poético, o homem logo lhe faz um desafio: Karen deverá acompanhá-lo por três noites, onde descobrirá os mistérios de sua própria vida. Ela não acredita no que ele diz, mas conforme o conhece, começa a suspeitar que ele pode estar falando a verdade, e uma questão surge em sua mente: O que acontece no fim da terceira noite? Quando a Morte bate à porta fazendo um convite, não se pode recusá-lo.”



"Mas esquecemos. Esquecemos o quão fascinante e plena pode ser a vida, quão breve é este pequeno momento diante de nossos olhos, onde aprendemos tanto e nos fazemos tão importantes."

Narrado em primeira pessoa pela perspectiva da personagem, somos apresentados a Karen, no Rio de Janeiro. Ela esta em um momento muito complicado, não conseguiu levar sua vida adiante depois da morte de seu irmão. Sempre visitava os lugares onde Lucas frequentava, seu relacionamento com Marcos (pode chamar de relacionamento?) não é algo saudável, alias, era saudável para Marcos que apenas se satisfazia e ia embora. Mesmo com seus amigos ao lado, Karen não sente vontade de viver, o desejo de morrer era presente no seu dia a dia. Seu irmão era seu ponto de paz.

Até que certo dia, frequentando um dos lugares onde Lucas ia, ela conhece um cara misterioso, que lhe desafia a fazer companhia para ele por três noites. Então Karen conhece a morte, ou será apenas alguém que diz ser a morte?

"Quantos seres existem dentro de nós para formar o todo"?

Nicholas aborda nesse livro muitos sentimentos. Ele tem uma pegada bem diferente do tipo gótica, que eu não estou acostumada. Me fez refletir bastante sobre tudo ao meu redor. É uma história bem intensa e bem marcante. Confesso que não consegui dedicar muitas horas do dia para o livro, ele é muito bom e a leitura é bem fluida, mas bem pesado, misterioso e me deixava bem tensa, mas ao mesmo tempo eu não via a hora de acabar e descobrir o desfecho final. É uma história bem envolvente, (Alô fãs de suspense essa é uma ótima recomendação). Além de ter um toque bem poético, buscando mostrar todos os lados da “coisa toda”.

Cada vez que descubro uma história de um autor nacional, eu fico doida para resenhar, afinal, tem muito escritor nacional se destacando. A diagramação do livro esta bem bacana, o que não me agradou muito foi as letras, me lembrou muito aquelas historias em quadrinho do Japão – não sei como se chamam. Esse livro faz jus ao velho ditado “não julgue um livro pela capa”.

Para aqueles que gostam do gênero, é uma ótima escolha. Nicholas vai conseguir te envolver e te fazer refletir em todas as linhas desse livro.

Até a próxima! 

Você pode se interessar também

0 comentários

Siga me os bons!

Me Segue aqui também

@resenhasecafe