Resenha: A nuvem negra - O Orfanato; M.C. Domingos

dezembro 08, 2017


Autora: M.C.Domingos| Editora: Independente| Gênero: Fantasia/Mistério/Suspense| Páginas: 404| Ano: 2017

Sinopse: Um vigilante. Um príncipe. Uma ladra. Uma dama. E uma garota justa. Esse cinco jovens são envolvidos em um grande mistério quando vêem uma estranha criatura, com o formato de uma nuvem negra, massacrando os moradores de Dalai. Aos poucos, descobrem tudo sobre esse aterrorizante mistério.

Resenha: Dalai era uma cidade tranquila, rodeada por um muro alto e um vigilante muito voraz impedindo os perigos de entrarem. Até que certo dia uma nuvem negra rodeou uma casa e matou toda família com exceção de uma menina - Olivia. A menina quando contou a historia de quem matou a família foi chamada de louca e levada para um orfanato. Dez anos se passaram. O vigia Daniel era melhor amigo do príncipe de Dalai e a única coisa que estava incomodando os mais ricos de Dalai era um ladrão de pequeno porte, que Daniel não conseguia pegar – até ele descobrir que era uma ladra. A pobre Olivia que morava no orfanato estava roubando para se manter, pois quando completasse dezoito anos deveria deixar o orfanato e seguir sua vida. O dinheiro a ajudaria se manter por um tempo ate conseguir um emprego. Mas algo terrível aconteceu com Isabelle, uma jovem dama arrogante e vizinha de Daniel, ela escutou os sinos da igreja bateram mais alto e os relógios também, mas não sabia o que isso significava, e só descobriu no dia seguinte, quando seus pais foram mortos na sua frente por uma nuvem negra que se formou na multidão enquanto seu pai matava um inocente que fora sentenciado. Imediatamente o rei ordenou que todos os feiticeiros de Dalai fossem encontrados e mortos, o que ele nunca soube foi que Daniel era um deles, mas não desenvolvia seus poderes. Charllote era uma menina especial e inteligente, adorava ler os livros sobre feitiços e feiticeiros na biblioteca do pai. Não se dava muito bem com a mãe que logo descobriu o porquê – não era filha dela. Charlotte ouviu os mesmos sons que Isabelle, e antes de descobrir que sua mãe não era sua mãe, ela a havia levado para assistir o que o pai fazia que era sentenciar os inocentes, na verdade sentenciava quem pagava menos por sua inocência.A nucem negra aterrorizava a todos, e por onde passava, deixava um rastro de morte. Olivia, Charollote e Isabelle, começaram a viver no mesmo orfanato, e coisas sinistras aconteciam por lá. A governanta era uma medíocre apaixonada pelo dono, Sr Groovermman um homem um tanto quanto peculiar que escondia alguns segredos. Junto, Daniel, o príncipe Henry, Charllote, Isabelle e Olivia lutam para sobreviver e descobrir quem esta por trás da nuvem negra.
O livro tem uma leitura bem fluida, é detalhado e todos os personagens são bem construídos. A autora apresentou uma história cheia de mistérios e fantasias, me envolveu em cada capitulo. O livro, apesar de grande possui os capítulos pequenos, sendo que em cada um as coisas fluem de forma diferente, o que não torna cansativo e repetitivo. São poucos os livros de fantasia, mistério que me envolvem e me fascinam da forma com que A Nuvem Negra me envolveu. Já estou mega ansiosa pelos outros livros, A Nuvem negra – O orfanato faz parte de uma trilogia. Recomendo muito a leitura para vocês!

Você pode se interessar também

0 comentários

Siga me os bons!

Me Segue aqui também

@resenhasecafe