Lidos em Julho 2017

agosto 04, 2017


Oi pessoal!! Venho hoje contar pra vocês sobre os livros que li em Julho. Já dei muitos spoilers alguns tiveram as resenhas, os outros vocês vão ver no decorrer desse mês. Aguardem, eles valem a pena. A meta é de ler pelo menos quatro livros no mês e um por semana, mas se ultrapassar não dói em ninguém não é? Quanto mais, melhor! Vamos lá?

Você pode se interessar por:

Espero Você Voltar – Marjory Lincoln

Hella tem 27 anos, é bióloga e vive uma vida tranquila com seu filho Tay de 7 anos, mas antes não era bem assim. Max, o pai de Tay é tenente da força aérea brasileira, pilota aviões de caça e praticamente abandonou os dois para se dedicar a profissão. Assim que Hella pede o divórcio e se recusa a criar Tay sozinha, ela dá uma chance ao amável João que supre todas as suas necessidades no lugar de Max. Tudo vai muito bem até que um dia Max retorna após anos apoiando as tropas brasileiras em um conflito na Síria, e acha que vai encontrar sua família do mesmo jeito que deixou, mas se decepciona. Hella está noiva, Tay não o reconhece como pai e João chegou pra ficar. Como Max reconquistará novamente sua mulher e seu filho? Ele se vê no meio de seus familiares que não mais o reconhecem, tem que lidar com seus traumas pós-guerra, seus medos, aceitar o homem que ocupa seu lugar na vida dos dois, a indiferença de Hella e o desprezo de Tay, já crescido. Será que é possível recuperar tanto tempo perdido? Será que Hella conseguiu esquecer o pai do seu filho completamente? E o amor? O amor realmente tudo suporta?

A garota do Calendário: Fevereiro – Audrey Carlan

Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser. Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.
O inverno das fadas – Carolina Munhoz

Sophia Coldheart não é uma fada comum. Ela é uma Leanan Sídhe, uma espécie de fada que serve de musa para humanos talentosos alcançarem o sucesso. Uma fada-amante. Mas isso tem um preço. Ao mesmo tempo em que os leva ao estrelato, se alimenta de suas energias, levando-os à loucura. E à morte. Uma vida intensa e extraordinária com um fim trágico. Mas o que aconteceria se um humano resistisse à sua sedução e fizesse a própria Sophia sentir-se fascinada por ele? A autora Carolina Munhoz nos conta essa história com primazia, mostrando que o mundo da fantasia para jovens ainda pode render sucessos e obras que vão muito além do simples passar de tempo.

Alice no país das maravilhas – Lewil Carroll [Resenha]

 Quando decidiu seguir um coelho que estava muito atrasado, Alice, caiu em um enorme buraco. Só mais tarde descobriu que aquele era o caminho para o País das Maravilhas, um lugar povoado por criaturas que misturam características humanas e fantásticas, como o Gato, o Chapeleiro e a Rainha de Copas - e que lhe apresentam diversos enigmas...

Meu Deus, mas que cidade linda – Rodolfo Melo [Resenha]

Meu Deus, mas que cidade linda é um livro que poderia ser descrito como uma coletânea de contos policiais, ou criminais, ou sobre a violência. Mas, é, mas um livro sobre as desigualdades sociais, sobre a ignorância humana, sobre preconceitos. E de forma crítica, muito crítica, até ácida, a cidade é linda. Dependendo dos olhos que a veem. Nascido em Brasília, Rodolfo se tornou escritor assim, como quase todo mundo: escrevendo. Seu segundo livro impresso traz um recorte pontual sobre a realidade brasiliense. A violência, o racismo, os medos. Brasília é linda, viva e urbana. E como toda cidade, guarda em seus becos, suas ruas, suas pessoas, histórias. Aqui você a verá desnuda. Um livro de crônicas ácidas, duras, violentas e verdadeiras, marcadas pela escrita aguda de Rodolfo Melo.

Mil beijos de garoto – Tillie Cole [Resenha]

Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.

Eleanor & Park – Rainbow Rowell [Resenha]

Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

O morro dos ventos uivantes – Emily Bronte [Resenha]

O Morro dos Ventos Uivantes” (1847), obra prima da inglesa Emily Brntë, é um dos grandes clássicos da literatura mundial. Adaptado para o cinema inúmeras vezes, a história do amor intenso e turbulento entre Cathy e Heatchcliff continua a arrebatar os leitores década após década. A narrativa se desenvolve na região inóspita onde se encontra a mansão que dá o nome à obra, e possui traços góticos que aproximarão o leitor moderno. Cathy e Heathcliff desenvolvem, logo que se conhecem, uma afinidade que ultrapassa as convenções sociais, as diferenças de gênero e até a morte.

Castelo de Lara: Diário de uma princesa em crise – Juliana Bicalho  [Resenha]

Através de seu diário, Lara, a princesa de Lelsland, mostra que ser da realeza não é tão legal e glamoroso quanto parece. Uma vida comum a atrai muito mais, para ela, a liberdade é o mais importante. Cansada dos protocolos reais e das ordens da mãe, Lara se vê rodeada de fatos estranhos e começa a investigá-los, ao mesmo tempo em que passa a quebrar protocolos, se aventurando fora da “prisão de pedras” e apreciando mais sua paixão por vinhos. Em meio a bilhetes misteriosos de uma tia nada simpática e já falecida, uma paixão proibida em um pub promete trazer à tona seu passado, do qual não se orgulha e prefere manter em sigilo, se é que isso será possível agora.


Nem eu acredito que consegui ler todos os livros planejados, e alguns outros que não estavam. Nove livros a mais na conta <3. Já leram algum desses? Me contem aqui nos comentários!!

Você pode se interessar também

8 comentários

  1. Oi! Dos lidos do seu mês de julho, o único que li foi "A Garota do Calendário" e o mês de fevereiro foi o que menos gostei!
    Ainda não li os outros livros, vou procurar saber sobre eles. Estou bem enrolada nas minhas leituras que tenho até vergonha de fazer lidos do mês!

    ResponderExcluir
  2. Não conheço nenhum deles mas o que mais me chamo atenção foram: "O castelo de Lara: Diário de uma princesa em crise" e "A garota do calendário: Fevereiro" Fiquei bastante curiosa pra ler, se fosse minha vizinha ia pedir emprestado só pra terminar a história, beijos!

    https://goo.gl/ZgUK5B

    ResponderExcluir
  3. Eleanor & Park é muuuuito bom <3 <3 eu li em dois dias de tão amorzinho que achei!

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
  4. Alice <3
    Ainda nao li nenhum da Crolina Munhoz, tenho vontade, acho que vou comprar nessa Bienal rs tenho vontade de ler Eleanor e Park e Morro doa ventos Uivantes.
    Beijo grande floooor

    http://cariocadointerior.com.br/index.php/2017/08/04/a-musica-atualmente-imagem-palavra-beda04/

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Não conheço nenhum desses, mas deu uma vontadezinha master de ler esse do Castelo de Lara ♥

    ResponderExcluir
  7. A garota do calendáriooooo amo muitão, li todos e se tivesse mais eu lia tbm!

    ResponderExcluir
  8. Acho que a minha leitura tem um ritmo muito lento, estou impressionada com a quantidade de livros que você leu em um mês. Não consigo ler metade nesse período

    ResponderExcluir

Siga me os bons!

Me Segue aqui também

@resenhasecafe