Resenha: Eleanor & Park - Rainbow Rowell

julho 28, 2017


Autores: Rainbow Rowell| Editora: Novo século| Gênero: Romance Jovem Adulto Páginas: 328| Ano: 2000| Classificação: 5/5


Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Resenha: Se passando na década de 80’ e com a narração intercalada, Eleanor esteve fora por um tempo, e tudo que ela queria nessa vida era não precisar voltar, quando retorna ela enfrenta tudo que tentou fugir: a mãe submissa, o padrasto agressivo, a pobreza e a carência dos irmãos - mais novos. No colégio, ela é a garota – esquisita – nova, e chama atenção por onde passa com seu estilo diferente e cabelos indomáveis. Seu sofrimento em casa por sua família e no colégio por ser insultada, ela se sente cada vez mais deslocada, imprópria. Seu vizinho Park é filho de uma coreana e um americano e carrega consigo a mágoa de não pertencer a lugar nenhum. Em casa sofre com expectativas do pai e do irmão mais novo e no colégio vive na divisão de garotos nerds - garotos populares. Eles viviam com medo, sofrendo, isolados. Ate que o destino resolveu uni-los em golpe, quando eles se sentam lado a lado no ônibus da escola, e com todas as suas diferenças eles encontram semelhanças e tudo que precisam.
Não precisamos de mais para saber a mensagem linda que há por trás desse livro não é? Um perfeito tapa na cara da sociedade preconceituosa. Fiquei sem palavras para descrever essa obra, preparem-se ela realmente é uma história triste que consegue arrancar lágrimas do leitor. É uma história para ser lida de alma aberta, ela encanta, é intensa e muito reflexiva. A autora nos envolve em cada parágrafo da obra, retratando toda a realidade sem rodeios e sem curativos, ela mostra que o amor surge dos meios improváveis e que consegue atravessar barreiras. 

Vocês já leram esse livro ou algo da autora? Me conte aqui nos comentários!

Você pode se interessar também

0 comentários

Siga me os bons!

Me Segue aqui também

@resenhasecafe