O muro

maio 04, 2017





Título: O muro
Autor: William Sutcliffe
Editora: Record
Páginas: 336
Ano: 2014
Gênero: Fábula política 














Joshua é um garoto de 12 anos, ele vive em Amarias, uma cidade limpa, organizada e bonita, cercada por um enorme muro. O garoto mora com a sua mãe e o padrasto. Joshua leva uma viva normal, igual aos outros garotos da sua idade, ele estuda e nos tempos livre, joga futebol com seu amigo David.


Joshua nunca pensa sobre o que tem de fato além do grande muro que cerca a sua cidade, ou porque soldados guardam a entrada da sua cidade.

"Nós disparamos atrás da bola, ombro a ombro, nossas mochilas sacudindo de um lado para o outro. Eu tomo a frente, mas David agarra minha mochila e me puxa para trás, como alguém parando um cavalo." p. 9

Certo dia, voltando da escola com seu amigo David, os dois garotos vão jogando bola e conversando, até que durante a brincadeira, a bola de Joshua vai parar em um terreno abandonado e cercado, que é evitado pelos moradores de Amarias, pois é dito para ninguém entrar nesse terreno. Contudo a vontade de Joshua em recuperar a sua bola e a curiosidade para saber o que tem além do muro desse terreno fala mais alto.

Enquanto explora o terreno abandonado, Joshua encontra uma casa em estado deplorável e diversos objetos dos antigos donos, porém a surpresa é maior quando ele encontra um túnel secreto e sua curiosidade fala mais alto novamente. Joshua resolve explorar o túnel utilizando a iluminação do seu celular, até que se vê saindo em um beco, que o leva para um mundo totalmente novo do outro lado do muro.

Nesse novo ambiente, Joshua se depara com uma realidade totalmente distinta de Amarias, o idioma das pessoas é totalmente diferente do seu e ele não entende as conversas, o comércio é praticado nas ruas, em céu aberto, as vestimentas das pessoas são mais simples, contudo as ruas são bem movimentadas. Essas novidades contrastam profundamente com tudo que está habituado em Amarais. 


Porém, nesse novo mundo, Joshua é visto por um bando de garotos, que na mesma hora entendem que o garoto não pertence ao local, mas sim, do outro lado do muro, que não é o deles. É nesse momento que começa uma perseguição com Joshua fugindo dos garotos que demonstraram um ódio profundo por ele. Em sua fuga desesperada, Joshua acaba recebendo a ajuda de uma humilde menina.

"Ela pega o copo da minha mão, nossos dedos se roçam por um instante. Os meus estão pretos de sujeira, os dela estão limpos e são longos, as unhas impecavelmente pintadas num tom escuro de vermelho-sangue." p. 39

Voltando para casa com a ajuda da garota, Joshua começa a questionar tudo o que ele sabe sobre a vida, comparando os estágios da sua vida antes e depois da perda do seu pai, como o seu padrasto Liev entrou em sua família e a tentativa dele substituir o seu pai. Além disso o garoto começa a questionar a qualidade de vida que tem com a vida de menina Leila que mora do outro lado do muro.


O Muro é uma livro espetacular e muito bem escrito. Vemos Joshua, um garoto repleto de emoções, tentando lidar com suas angústias pessoais e os problemas em seu núcleo familiar, principalmente com o seu padrasto, mas também, tentando entender a desigualdade, o ódio e medo que está claro, nos povos que são separados por um muro.

Você pode se interessar também

1 comentários

  1. confeso não conheçia mas me enteresei depois de sua resenha , concerteza vou procurar pra ler, parabéms pelo trabalho sucesso

    ResponderExcluir

Siga me os bons!

Me Segue aqui também

@resenhasecafe